h1

outubro 16, 2008
..
.
.
.
meninos com flores
.
 Meu tipo de homem é o que aprecia mulheres. Não, não é assim óbvio como pode parecer. Não estou falando simplesmente do homem XY, heterossexual. Apreciar não significa gostar, desejar, cobiçar. O homem que aprecia mulheres, gosta, claro, e também deseja e cobiça, mas sobretudo é um admirador das mulheres, das suas formas, do seu cheiro, dos seus gestos, da sua voz, da sua pele, da sua maneira de falar, de agir, de enfrentar as situações, de viver, enfim. Ele se delicia observando os detalhes, as particularidades de cada uma, as reações e as ama, muito, com toda a sua alma.
 
 Pode ser um infiel contumaz, por certo, mas esta não é a regra. O que lhe move não é o intuito de comer todas as mulheres do mundo [ou o maior número delas], e não tem esta pretensão, ou este objetivo. Ele é aprecia as mulheres como uma forma elevada de arte, de poesia, de prazer. Por isso, vê e entende coisas que os pobres homens ordinários não estão habilitados. A dobra entre a nádega e a coxa. Olhos de quem gosta de açúcar. Andar de pajem medieval.

Algumas das mulheres devem saber de que tipo de homem eu estou falando. Ele olha, toca, fala de outro jeito e, por menos bonito que seja – do lindo eu nem falo – é irresistível. Muito comum ver toda a espécie de mulheres, de qualquer idade, completamente derretidas por ele, abrindo exceções, fazendo gentilezas, burlando as normas da casa para agradar, com os olhinhos brilhantes e o rosto corado.

Como todo expert, é incomum ter pouca idade. Geralmente, tem vivência suficiente para ter conhecido muitas mulheres, provado, experimentado e ter desenvolvido seu gosto, seu olhar, seu amor. Quando se apaixona, segue apreciando todas as outras mulheres, claro, mas sua eleita nem ciúmes sente, tão incrivelmente amada que é, tão unicamente vista dentre todas as outras.

Um exemplo deste tipo de homem é Vinicius. Sempre que leio Para uma Menina com uma Flor, amo um pouco mais esses homens. Dizem que em seu velório estavam sete ex-mulheres, chorando e se consolando mutuamente. Pudera.

***

Clique aqui para ler Para uma Menina com uma Flor, de Vinicius de Moraes.

 

Ticcia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: