Archive for janeiro \31\UTC 2009

h1

janeiro 31, 2009

.

.

Certas noites eu navego vou ao léu ao encontro do céu certas noites eu me entrego Certas noites eu naufrago bebo o breu que pinta o céu certas noites eu me afogo Mas volto à tona, volto à flor d’água sou marinheira de mil viagens solto meu canto volto sereia deslumbro encanto fascino seduzo atraio cativo enredo engano desfaço maltrato tiro o compasso…

.

.

.

.

.

..

.

.

.

.

.

 

 

eliane stoducto

h1

janeiro 30, 2009

.

.

Quero o meu sorriso em tua boca
E teu pranto em meu olhar
Quero teus conflitos em meu peito
E a pouca paz que houver pra dar

Quero minha alma entre teus dentes
E teu coração em meu pulsar
Quero tua vida ali em frente
E o mais que venha a transmutar

Quero ser teu enquanto houver presente
E o meu há de ser minha vida em teu voar

Vem brincar, mulher bonita
Deixa teu sol nascer em mim

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

 

Ricardo Almeida

h1

janeiro 28, 2009

.

.

..

 

vou beber a mágoa que guardei de você em doses tão pequenas, em goles tão suaves que será impossível vomitar depois. constato que querer não te querer é fato. vou pegar a sua lembrança e sorvê-la de maneira tão intensa por todo o meu corpo nu, engoli-la e pedir a conta … prá nunca mais ter você de volta no meu menu.

.

.

.

.

.

.

 

 

 

 

 

 

h1

janeiro 28, 2009

.

.

Ele a traía sempre às terças-feiras. Ela o traía às quintas.
Certo sábado ele pediu: ponha percevejos no meu arroz.
Ela fez uma comida picante. Acendeu velas azuis. Colocou um tango.
Eles se abraçaram. Sem sentidos.
E aí veio o sangue.
Na sua boca.
Das suas entranhas.
Ela raramente o achou tão sensual.
No domingo ela pediu: espanque-me.
Ele bateu de cinta no seu rosto. Arrancou-lhe um dedo
com o alicate.
Às 10 em ponto eles apagaram as luzes.
Segunda-feira ambos tinham de levantar cedo.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Aglaja Veteranyi

h1

janeiro 28, 2009
.
.
.
.
.
..
Sob tua pele
morna e úmida
planto meus versos
para depois, então
poder colher em teus beijos
meus poemas…
.
.
.
.
.
.
.;
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
 
 
 
 
(desconheço o autor)
h1

janeiro 27, 2009

.

.

h1

janeiro 27, 2009

 

.

.

.

.

“Eu ainda lembro
O dia em que eu te encontrei
Eu ainda lembro
Como era fácil viver”

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Paralamas do Sucesso