Archive for março \31\UTC 2009

h1

março 31, 2009

175477476_ba57607be9

Anúncios
h1

março 31, 2009

.

ninguém me canta
como você
ninguém me encanta
como você
nem me vê
do jeito
que só você
de que adianta
ter olhos
e não saber ver
ter voz
mas não ter o que dizer
digam o que disserem
façam o que quiserem
ninguém diz
ninguém vê
ninguém faz
como você
ninguém me canta
ninguém me encanta
como você

.

.

Alice Ruiz

h1

março 31, 2009

.

.

Dai-me um dia branco, um mar de beladona
Um movimento
Inteiro, unido, adormecido
Como um só momento.

Eu quero caminhar como quem dorme
Entre países sem nome que flutuam.
Imagens tão mudas
Que ao olhá-las me pareça
Que fechei os olhos.
Um dia em que se possa não saber.
.
.
.
.
.
.
.
 
.
.
;
;.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
 

.

.

.

 


sophia de mello breyner andresen
h1

março 30, 2009

90888

h1

março 30, 2009

.

.

.

” Todo amor é eterno. Se não é eterno, não era amor.”

;

;

;

;

;

nelson rodrigues

h1

abandono

março 30, 2009

.

.

“O que será ser só
Quando outro dia amanhecer
Será recomeçar
Será ser livre sem querer
O que será ser essa moça
E ter vergonha de viver

Ter corpo pra dançar
E não ter onde me esconder
Tentar cobrir meus olhos
Pra minh’alma ninguém ver
Eu toda a minha vida
Soube só lhe pertencer

O que será ser sua sem você
Como será nua em noite de luar
Ser aluada, louca
Até você voltar
Pra que

O que será ser só
Quando outro dia amanhecer
Será recomeçar
Será ser livre sem querer
Quem vai secar meu pranto
Eu gosto tanto de você”

.

.

.

.

chico buarque

h1

março 29, 2009

.

.

No fim de contas são poucas as palavras

que nos doem de verdade, e muito poucas

as que conseguem alegrar a alma.

E são também muito poucas as pessoas

que nos fazem bater o coração, e menos

ainda com o correr do tempo.

No fim de contas, são pouquíssimas as coisas

que na verdade importam nesta vida:

poder amar alguém e ser amado,

não morrer depois dos nossoa filhos.

;

;

;

Amalia Bautista